07/03/2012

Assista Santos x Internacional ao vivo pela taça Libertadores da América, no placar UOL

Os técnicos Muricy Ramalho e Dorival Júnior, adversários desta quarta-feira, no duelo entre Santos e Internacional, na Vila Belmiro, pela 2ª rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América, possuem uma estreita relação no futebol. Dorival, como atleta, foi comandado por Muricy no Botafogo-SP em 1999. Além disso, o atual técnico do Inter foi auxiliar de Muricy no Figueirense em 2002.
O relacionamento entre ‘padrinho e pupilo’ terminou no ano seguinte, quando Muricy acertou com o Internacional e Dorival foi efetivado no Figueirense. Se não bastasse, os dois treinadores têm algo em comum: são ídolos da torcida adversária nesta quarta-feira.
O estilo extramente ofensivo do Santos jogar em 2010 fez Dorival superar Muricy Ramalho na preferência da torcida santista. Em contrapartida, Muricy é respeitado pelos dirigentes do Inter e idolatrado pela torcida gaúcha.
Já Dorival foi o responsável por montar a base da equipe santista que conquistou quatro títulos em dois anos. O treinador foi campeão paulista e da Copa do Brasil pelo Santos em 2010, e deixou a base do time para Muricy conquistar a Copa Libertadores da América e mais um Paulistão, em 2011.
Além dos títulos, o Santos de Dorival encantou o país atuando apenas com Arouca de volante, e com um quinteto bastante ofensivo – formado por Neymar, Robinho, André, Ganso e Wesley. O time santista venceu adversários aplicando goleadas históricas em 2010. Entre elas, 10 a 0 no Naviraiense, 9 a 1 no Ituano e 8 a 1 no Guarani.
No entanto, a história do treinador esbarrou em Neymar, principal estrela do time. Dorival foi xingado pelo atacante em campo, afastou o atleta de uma partida, mas perdeu a queda de braço quando tentou vetá-lo para o clássico contra o Corinthians, e foi demitido pela diretoria santista.
Muricy é elogiado por todos os dirigentes do Inter. Fez parte da transição do clube: da era sem títulos para todas as conquistas. Treinou o time do Beira-Rio em duas oportunidades. Primeiro em 2003, quando encerrou o jejum de vitórias em Gre-Nais. E voltou na metade do ano seguinte, para conseguir uma vaga na Copa Sul-Americana de 2005. Nesse período, Muricy conquistou dois campeonatos gaúchos.
Com ele, Fernandão, Tinga e Clemer adquiriram bagagem em jogos internacionais. O clube gaúcho tirou lições de eliminações para o Boca Juniors e encaminhou uma base de equipe que viria a conquistar a Libertadores em 2006.
Mas Muricy como rival não assusta muito o Internacional. Especialmente em Libertadores. Há seis anos, o colorado faturou o primeiro título da América justamente em cima dele, ao bater o São Paulo na final da Libertadores.
Fonte: Portal PIN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia antes de fazer seu comentário:

- Os comentários do blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com o assunto dos post.
- Os comentários não refletem a opinião do autor.
- Comentem à vontade. Dê sua opinião, sugestão ou reclamação.
- Me sigam no Twitter: @pedrogabriel13p
- Lembrem-se de curtir a fã Page do Blog na Lateral.
- Me sigam também no Instagram: @BlogDoPedroGabriel

Desde já agradeço a atenção de vocês e espero que voltem ao Blog do Pedro Gabriel quantas vezes quiserem ;)

Blog do Pedro Gabriel | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2012 - 2018 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS