26/02/2015

Centro de Atendimento ao Turista prepara estagiários para a vida profissional

Foto: Ascom/Semict
Criados para desenvolver o turismo em nossa capital, orientando e norteando os turistas que chegam a Aracaju, os Centros de Atendimento ao Turista (CATs) passaram a ter uma expressão maior depois que a atual administração criou uma secretaria com atividades especificas para o setor, a Secretária Municipal da Indústria Comércio e Turismo de Aracaju (Semict).
Com a criação da Semict, o turismo passou a ser mais dinâmico e ativamente mais participativo no cotidiano da capital sergipana desde a receptividade, passando pela captação de eventos e apoio logístico, bem como a criação de projetos que fomentam o turismo como o Projeto Pôr do Sol de Aracaju na orla do bairro Mosqueiro.
Para tanto era necessário que fosse criado um mecanismo para acolher e proporcionar conforto e segurança aos turistas com informações, dicas e serviços de apoio. Diante do quadro exposto, surgiu a ideia de reativar os Postos de Atendimento aos Turistas que estavam esquecidos e sem atividades expressivas. Nesta reformulação, foi percebida a necessidade de ter nestes postos, agentes capacitados para atender os turistas que o procurassem e, para isso, foi formada a parceria com instituições acadêmicas que possuem cursos de Turismo em Sergipe.
Hoje o número de estagiários em Aracaju somam 12 estudantes de Turismo, distribuídos nos 3 centros de atendimentos: Centro Cultural Chica Chaves, localizado na Orla do Bairro Industrial; Praça Central do Mercado Thales Ferraz, nos Mercados Municipais, maior centro comercial de artesanatos da cidade e Orla Pôr do Sol, no bairro Mosqueiro, zona de expansão de Aracaju.
Desta forma os CATs não servem apenas como extensão acadêmica, mas também como experiência para que estes jovens se tornem mais preparados para o mercado de trabalho. Lá eles desenvolvem atividades onde aprendem ao tempo em que ensinam, demonstrando os pontos turísticos e explanando sobre eles, distribuindo mapas da cidade em diferentes idiomas, com orientações sobre museus, praias, meios de hospedagem, agencias e receptivos, núcleos de artesanatos e gastronômicos, entre outros atrativos.
De acordo com o levantamento nos CATs, durante o mês de janeiro, 29.60% dos turistas são oriundos do estado da Bahia, seguido de paulistas (21.97%), Pernambuco (10.31%) e Minas Gerais (9.87%). Nesta mostra, foram registrados turistas de 16 estados brasileiros e 03 países: Argentina, Espanha e Itália.
Para o Secretário Municipal da Indústria, Comércio e Turismo de Aracaju, Walker Martins Carvalho, os CATs exercem um papel importante na construção de um turismo de qualidade em Aracaju. "Entendo que os CATs são uma espécie de cartão postal das atividades desenvolvidas para o turismo em Aracaju. É através deles que os turistas ficam informados dos pontos turísticos da cidade e dos atrativos de forma correta e precisa. Para atingirmos a excelência nestes serviços, procuramos parcerias com as instituições acadêmicas para que fossem exercidos por agentes com conhecimento do setor e suas vertentes. Assim, asseguramos um serviço dinâmico, satisfatório, de qualidade e muito produtivo, para nós, para os acadêmicos e principalmente para o turista que visita Aracaju. Os CATs exercem um papel importante na construção do turismo de excelência que estamos implantando em nossa capital", disse Walker Martins Carvalho.
"A recepção que tive no Centro de Atendimento foi excelente. Não encontrei este serviço quando estive em Aracaju pela primeira vez, em 2010, quando vim pro casamento de meu irmão, aqui em Aracaju. A última vez que vim aqui foi em dezembro de 2012 e não lembro de ter este serviço disponibilizado. Agora quando cheguei em Aracaju fui convidada por minha cunhada a conhecer a Orla Pôr do Sol e fiquei encantada. Lá encontrei um Centro de Atendimento ao Turista e fui em busca de outros atrativos na cidade e fui muito bem recepcionada e orientada. Prometi a meu irmão e a mim mesmo não demorar mais a vir aqui, conheci coisas lindas e descobri que tenho muito a conhecer em Aracaju", declarou a baiana Beatriz Carlos, da cidade de Itabuna.
Testemunhas
Daiana Santana Santos, concludente do curso de Turismo da Universidade Estácio de Sá (FASE), ingressou na secretaria como estagiária e fala da importância do estágio para sua formação acadêmica e profissional. "Para mim foi uma experiência muito boa fazer este estágio pela Semict, porque pude me desenvolver pessoalmente e profissionalmente através do estágio e pude colocar em prática o que vi na faculdade. Acompanhar o índice de competitividade foi uma experiência única e pude desenvolver um trabalho conhecendo o que o turista necessita e ter uma noção do que o turista pensa de nossa cidade. Tive uma oportunidade grande de expor minha ideias e isto eu destaco no estágio da Semict, porque é importante nos sentirmos parte integrante desta construção não só atendendo as demandas da secretaria, mas também dando sugestões, contribuindo com nossas ideias, desenvolvendo nosso lado profissional, tendo este espaço de propor situações que são acatadas de forma construtiva", disse Daiana Santana Santos.
Carlos Moisés, aluno do 3º período do curso de Guia de Turismo do IFS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia em Sergipe, também é estagiário na Secretaria Municipal da Indústria, Comércio e Turismo de Aracaju e destaca o estágio como importante para associar a prática com a teoria. "Nos CATs temos uma oportunidade muito grande de darmos sugestões que colhemos através das críticas e elogios vindos dos turistas. Sentimos a necessidade de conhecer os anseios dos visitantes para que possamos construir ações voltadas para sanar estas necessidades e desta forma a atendermos aos anseios de quem busca atrativos em nossa cidade", destacou Carlos Moisés.
Bruno Marques é do 6º período do curso de Turismo do IFS - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia em Sergipe e ingressou no estágio da semict em fevereiro de 2014, tendo o estágio renovado por mais um ano e vê nesta oportunidade a chance de conhecer melhor não só a cidade mas também o perfil do turista que vem a Aracaju. "A experiência está sendo incrível. Já passei por todos os centros de atendimento ao turista: da orla pôr do Sol, dos Mercados Centrais e do Centro Cultural Chica Chaves e pude perceber a singularidade de cada um deles. Tendo o contato direto com os turistas, podemos perceber as necessidades deles em cada ponto turístico de Aracaju. Somos o cartão postal do nosso próprio serviço, por isto, entendo a necessidade de darmos o melhor de nossos conhecimentos para darmos segurança a quem busca por informações. Nós somos o ponto de partida deles", ressaltou Bruno Marques.
De acordo com informações da Coordenadora dos CAT'S, Jozielle Barrozo Novais Oliveira, os estágios tem a duração de 1 ano, podendo ser renovado por um período de igual duração. Caso o aluno possua apenas 6 meses, estando na fase final do curso, também pode ingressar no estágio por um período de igual duração.
Informações da Prefeitura de Aracaju
_____________________________________________________

Me siga no INSTAGRAM: @pedrogabrielse
CURTA no FACEBOOK: Blog do Pedro Gabriel
Me siga no TWITTER: @pedrogabriel13p

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia antes de fazer seu comentário:

- Os comentários do blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com o assunto dos post.
- Os comentários não refletem a opinião do autor.
- Comentem à vontade. Dê sua opinião, sugestão ou reclamação.
- Me sigam no Twitter: @pedrogabriel13p
- Lembrem-se de curtir a fã Page do Blog na Lateral.
- Me sigam também no Instagram: @pedrogabrielse

Desde já agradeço a atenção de vocês e espero que voltem ao Blog do Pedro Gabriel quantas vezes quiserem ;)

Blog do Pedro Gabriel | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS