26/06/2015

"Revista do Cinema Brasileiro" recebe o diretor chileno Jorge Durán na TV Brasil

“O Rio é uma cidade que eu escolhi tarde, pois se tivesse descoberto antes iria primeiro atuar como assistente de diretor documentarista”. É o que revela o cineasta Jorge Durán sobre sua difícil tarefa de comandar seu documentário de estreia na conversa com a apresentadora Natalia Lage para o "Revista do Cinema Brasileiro" deste sábado (27), às 22h15, na TV Brasil.

Durán ainda destaca sua vontade de sair filmando tudo o que encontra pela frente para produzir “Nas Ruas do Rio”. Ele não hesita em afirmar sua emoção por estar rodando um documentário sobre a Cidade Maravilhosa. “É uma experiência muito renovadora”, celebra o diretor radicado no Brasil desde a década de 70.

No programa, Jorge Durán fala sobre seu último trabalho, o filme “Romance Policial” protagonizado por Daniel Oliveira. O longa-metragem conta a história de um aspirante a escritor que viaja pelo deserto do Atacama em busca de inspiração, mas acaba envolvido em um assassinato.

Durán ganhou grande visibilidade após roteirizar importantes produções do cinema nacional. Em parceria com o diretor Hector Babenco, escreveu o roteiro de filmes como “Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia” (1977), “Pixote, a Lei do Mais Fraco” (1981) e “O Beijo da Mulher-Aranha” (1984). Como diretor, estreou com o drama “A Cor do Seu Destino” (1986). Vinte anos depois, o cineasta dirigiu o premiado “Proibido Proibir” (2006).

A equipe da atração vai até um set para acompanhar os bastidores da websérie “Mute”. A produção faz uma releitura do cinema mudo tradicional. Cada episódio é elaborado por um diretor diferente, e desta vez, teve Márcio Vieira como convidado. Entre os detalhes, destaca-se uma maquiagem de efeito realizada por Graciane Vazques que simula um personagem sem coração, interpretado por Timóteo Heiderick.

O Revista de Cinema Brasileiro conversa ainda com o cineasta Eugênio Puppo e o técnico de áudio Fábio Gonsçavez. Eles falam sobre o documentário “Sem Pena”, que retrata a realidade da situação carcerária de um presídio em São Paulo. Esta edição também conhece o curta-metragem de animação “Castillo y El Armado”, de Pedro Harras. O diretor de Arte, Rubem Castillo, que inspirou a história e o protagonista do filme, explica o processo de criação. E o animador Valu Vasconcelos abre seu estúdio e apresenta os diversos projetos que ele possui, como a animação Jarau exibida na faixa Hora da Criança da TV Brasil.

______________________________________________

Me siga no INSTAGRAM: @pedrogabrielse
CURTA no FACEBOOK: Blog do Pedro Gabriel
Me siga no TWITTER: @pedrogabriel13p

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia antes de fazer seu comentário:

- Os comentários do blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com o assunto dos post.
- Os comentários não refletem a opinião do autor.
- Comentem à vontade. Dê sua opinião, sugestão ou reclamação.
- Me sigam no Twitter: @pedrogabriel13p
- Lembrem-se de curtir a fã Page do Blog na Lateral.
- Me sigam também no Instagram: @pedrogabrielse

Desde já agradeço a atenção de vocês e espero que voltem ao Blog do Pedro Gabriel quantas vezes quiserem ;)

Blog do Pedro Gabriel | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2012 - 2017 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS