05/01/2016

Resenha: "Eu não sei lidar", de Lucas Silveira


Hi Guys! 

A resenha de hoje é do livro "Eu não sei lidar", do cantor e compositor, Lucas Silveira. Olha, como eu estava ansioso para comprar esse livro. Dois motivos: sou fã do Lucas e da Fresno, banda que Lucas é vocalista. Pense na ansiedade para comprar o livro. Já quero dar um jeito do Lucas autografar quando vier fazer show na cidade que moro. Enfim, vamos conhecer um pouco sobre o Lucas.


Lucas Silveira nasceu em Fortaleza e foi criado em Porto Alegre. Artista, empreendedor e idealista, ganhou notoriedade com o sucesso da Fresno, banda da qual é vocalista e principal compositor. Hoje, além da banda, que completa quinze anos de estrada, divide seu tempo entre inúmeros projetos artísticos e também trabalha como produtor musical em seu estúdio, em São Paulo. Entre discos de ouro e premiações nacionais e internacionais, destaca-se o prêmio Best Latin American Act, concedido pela MTV europeia em 2013. Lucas também administra um coletivo de artistas e compositores e um selo independente, ambos sob o nome de Dark Matter Music. Além disso, Lucas é o papai do ano. Sim, Karen Jonz e Lucas estão grávidos. 



Sobre "Eu não sei lidar"...

O livro traz um pouco da história de algumas das músicas que o Lucas compôs para os álbuns da Fresno. Mas o lado intenso de contar essas histórias, é que as composições do Lucas foram feitas através de seus momentos vividos na infância e adolescência quando ainda morava com sua mãe e seus irmãos; quando não soube lidar com o fim de relacionamentos; quando vivia seus momentos de solidão; quando tentava ser mais forte que o bullying; dentre outros momentos que marcaram fortemente as memórias do Lucas. Memórias tristes e alegres que jamais ele esquecerá, apesar de alguns momentos ele querer esquecer. Deletar de sua vida. 

Cada capítulo do livro na verdade é uma música que Lucas irá contar como foi escrito seus versos, o que há por trás do quê ali foi escrito, até chegar ao sentimento de cantar aquele momento de sua vida. Ele ainda chega a revelar algumas curiosidades a mais. 

Em um momento, Lucas chegou a revelar o quanto se sentia preso em não poder escolher totalmente 
quais músicas deveriam estar em alguns dos álbuns. Isso tudo graças a gravadora. O que supostamente a gravadora não achava 'comercial', teria que ficar de fora do álbum. Haja paciência para manter um contrato sendo tão obrigado a seguir as vontades da gravadora. Mas eles conseguiram superar tudo isso juntos, e agora estão fazendo suas gravações de forma independente. 

Se ao cantar as músicas o Lucas já deve ver um filme passar em sua mente, imagina ao escreve esse livro, como ele não ficou lembrando de tantas coisas que o fez rir ou chorar. São 16 músicas que nasceram de experiências boas e ruins do Lucas. Músicas que nos faz refletir muito e até mesmo chega a parecer que aquela música foi feita para você mesmo. 

Se você parar para pensar bem, Lucas poderá te ajudar a entender muitas coisas que te sufocam, que te atormentam desde sua infância ou adolescência. Vai te ajudar a superar aquele fim de relacionamento ou até mesmo entender de uma vez por todas que não vale a pena você tirar sua própria vida por alguém que realmente não te ama, que não te faz feliz. 

Alguns trechos do livro...

"Me vejo sendo engolido por um mar raivoso num dia nublado."

"Por isso, desses lugares em que deixei guardada a minha solidão eu só tinha cicatrizes como lembrança."

"Minha vida está narrada, página por página, nos versos das músicas que eu escrevi para essa banda, e naquele momento não havia mais nada que me fizesse rasgar esses capítulos para esconder em livros menores."

"Podem me derrubar, mas quantas vezes for preciso, eu vou me levantar novamente." 

"Música é a minha religião, pois eu acredito no seu poder de cura."

"As pessoas passam pela nossa vida e, como arados, deixam abertas em nós essas marcas, boas e ruins, e elas têm sempre a opção de, nessas pequenas valas, depositarem sementes."

"Meus pais se divorciaram antes que eu pudesse registrar memórias de como é ter pais casados."

"Sem pedir, eu sempre pego emprestado um pouco da dor das pessoas, e talvez seja justamente isso que me fez, desde cedo, encontrar em mim mesmo maneiras de conviver com essa dor."

"Kalil foi outro que adoeceu, descobriu-se com um tipo raro de leucemia e para quem eu não pude dizer adeus."

"Mas chegou um tempo em que eu parei de fugir dos romances que o destino colocava em meu caminho e resolvi viver o primeiro de verdade, meu primeiro namoro sério, uma situação que eu tinha dificuldade de assumir até mesmo para mim, pois simplesmente não estava acostumado." 

Minha pequena coleção de CDs da banda; Esqueci de
colocar o DVD junto (risos).
Bom, a diagramação do livro é excelente. Alias, todo o livro é perfeito. Conteúdo, capa, fontes, espaçamento, toda as ilustrações. Tudo é muito bem caprichado. As ilustrações são feitas pelo próprio Lucas. O livro todo é muito pessoal. 

Não necessariamente tem que ser lido somente por fãs da Fresno. Ele foi feito para todo aquele que também não sabe lidar com a vida e os prazeres e desprazes que ela nos traz. Garanto que você irá se identificar muito com relatos da vida pessoal do Lucas.

Espero que ele venha com novos livros falando de outras músicas antigas e até mesmo novas da banda. Senti falta de muitas músicas do álbum "Ciano", "Revanche" e do "Redenção". Esses me trazem boas lembranças de minha transição para a adolescência. 


Ficha Técnica: 
Obra: "Eu não sei lidar"
Autor: Lucas Silveira
Editora: Dublinense
Publicado: 2015
Páginas: 160
Compre: Aqui 



Classificação:

★★★★★ Perfeito!

_________________________________________
Me siga no INSTAGRAM: @pedrogabrielse
CURTA no FACEBOOK: Blog do Pedro Gabriel
Me siga no TWITTER: @pedrogabriel13p

4 comentários:

  1. Lucas és um poeta.

    adorei.

    ResponderExcluir
  2. Contém alguns errinhos de algumas palavras no decorrer da resenha, mas está muito bom. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, consertei agora.

      Obrigado pela observação. =D

      Excluir

Leia antes de fazer seu comentário:

- Os comentários do blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com o assunto dos post.
- Os comentários não refletem a opinião do autor.
- Comentem à vontade. Dê sua opinião, sugestão ou reclamação.
- Me sigam no Twitter: @pedrogabriel13p
- Lembrem-se de curtir a fã Page do Blog na Lateral.
- Me sigam também no Instagram: @pedrogabrielse

Desde já agradeço a atenção de vocês e espero que voltem ao Blog do Pedro Gabriel quantas vezes quiserem ;)

Blog do Pedro Gabriel | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS