26/05/2017

Resenha: "Inversos", de Carol Dias

Vocês já ouviram falar na famosa frase "os opostos se atraem"? Pois é, minha gente... É bem esse o caso de Bruna Campello e Carter Manning.

Carter é um cantor, compositor e produtor muito famoso no cenário musical. Ele é atraente e chama a atenção da mulherada por onde passa. É o famoso 'pegador do pedaço' que consegue o que quer com a mulherada. Bom, pelo menos é o que ele acha e o que acontece com ele na maioria das vezes. 

Bruna é uma jovem linda e profissional competente. Como assistente de Carter ela faz de tudo um pouco. Roteiriza, dirige a equipe, cuida do figurino de Carter... Enfim, é a que também 'limpa a bagunça' dele. Tá mais para a Babá de Carter. Bruna gosta do que faz, até porque ganha bem e tem um pouco de trauma do seu antigo 'chefe'... Com Carter é bem mais diferente. Mas a seriedade com o trabalho faz com que Bruna não suporte as 'piriguetagens' de Carter. Esse é um dos motivos, mas o principal é que ela nutre uma paixão por ele. 

"O amor se manifesta nas coisas mais simples. No silêncio, você ouve. Quando volta para casa, para aquela pessoa. Mesmo com as luzes apagadas, é possível ver."

O que Carter e Bruna não esperavam é que essas aventuras sexuais do garanhão fosse resultar em um 'pacote' surpresa deixado bem na porta dele: duas garotinhas de 3 anos - Sam e Soph. Junto com elas estavam um bilhete onde a mãe explicava sobre a rápida aventura dela com Carter e, principalmente, explicando os motivos para não criar as meninas que eram FILHAS dele. Xiiii, parece que a casa caiu, hein Carter? rsrs 

Carter fica sem saber o que fazer, o que também acaba sobrando para Bruna. Ele terá que fazer o teste de DNA para descobrir se as meninas realmente são filhas dele ou se é somente uma farsa da mãe das garotinhas. Mas o problema é que Carter está começando uma turnê por diversos lugares e a vida corrida não irá contribuir muito para criar as garotas. Adivinhe porque ele não consegue criar direito as garotas? Opa, se você disse a palavrinha Mulheres acho que acertou, hein? Nem preciso dizer que é mais uma missão que Bruna precisa resolver, né?! E olha, uma missão árdua para ela aturar. 

"Você é quem me coloca e recoloca no caminho certo."

Paralelo a essa novidade na vida de Carter, consequentemente, também na vida de Bruna, ela descobre que o Diretor Executivo da gravadora em que ela é contratada, não está trabalhando do jeito certo... Os funcionários vêm reclamando de algumas atitudes suspeitas do CEO e Bruna não vai deixar barato. 

Sobrecarregada de tarefas, com mil coisas na cabeça e a luta constante contra o sentimento que ela tem por Carter, Bruna vai ter que tomar uma decisão importante.

Como se não bastasse os novos acontecimentos, Bruna vai reviver um passado que machucou ela por muitos anos. Um passado que sua família sentiu bem na pele mas, principalmente, no coração. Uma pessoa, uma mágoa... E a necessidade de um perdão. 

E o leitor aqui - Pedro Gabriel - sem palavras para descrever como foi prazerosa a leitura de "Inversos", escrito pela autora Carol Dias. Mas olha, foi uma das melhores leituras que já fiz nesse ano.

Esse é o segundo volume da série "Clichê", que tem como primeira publicação o livro que leva o mesmo nome da série. Confesso que eu estava super ansioso para devorar "Inversos", e foi o que aconteceu. A escrita da Carol é muito boa, gente. Ela conseguiu escrever uma comédia romântica com uma pitada de drama. E essa junção ficou muito boa. A leitura fluiu muito bem.

"Eu conheço cada uma das suas facetas e adoro descobrir novas."

Os personagens são ótimos e todos foram bem trabalhados ao longo da história. Bruna é aquela que eu senti vontade de dizer "vem cá, moça. Deixa eu te dar um abraço". Eu acho que a paixão por alguém faz a pessoa aguentar muita coisa, mas Bruna extrapola o limite da paciência. Carter é um mimado, garanhão mas que no fundo ele apenas não sabe o que é amar, por isso age de tal forma. Pelo menos eu interpretei assim. As garotinhas chegam pra fazer o livro transbordar fofura pelas páginas. Enfim, tem muitos outros personagens legais, como, por exemplo, Ana - a louca dos signos rsrs.

Além disso, Carol Dias mostrou que tem conhecimento sobre o meio musical e seus bastidores, e ajudou o leitor a compreender tudo da melhor maneira possível.   

Com o final algumas coisas ficarem em aberto, mas como tem continuação, agora basta o leitor aguardar pra saber os desdobramentos de alguns acontecimentos. Já cheguei a pensar que no próximo volume um núcleo em especial será bem trabalhado para abordar uns conflitos aí... Chega! Tô pensando demais. Quero ser pego de surpreso no próximo livro rsrs.

A maior parte da narração é feita por Bruna. Em alguns poucos momentos podemos saber o que passa na mente do pegador do pedaço, mais conhecido como Carter.

Assim como "Clichê", "Inversos" também foi publicado pela Ler Editorial. A publicação pode ser considerada fofa tanto pela história como também pela parte estética. A capa tá lindona, a diagramação teve um cuidado especial, o livro possui orelhas, as folhas são amareladas e a fonte tem um tamanho agradável. Uma coisa que observei é que a fonte está em negrito. Eu achei isso um máximo. Ajudou ainda mais na leitura.

"Inversos" é comédia romântica que fala do amor e do perdão sem deixar de encarar as realidades da vida, por mais dura que ela seja. É livro apaixonante! 

Detalhe: mesmo que "Inversos" seja o segundo volume, ele pode ser lido normalmente pois as histórias são individuais, apesar da ligação entre alguns personagens de "Clichê".

E eu não poderia encerrar a resenha sem deixar um dos hits que fazem parte da playlist de "Inversos". Ouça "Wanted", de Hunter Hayes:



Ficha Técnica:

Obra: "Inversos" (#2)
Autora: Carol Dias
Editora: Ler Editorial 
Publicado: 2017
Páginas: 214
Compre: Amazon - físico ou e-book | Loja Virtual - Ler Editorial 
Adicione: Skoob
Conheça: "Clichê" (#1) 
★★★★★ Perfeito!
Livro cedido pela editora.



Me acompanhe nas redes sociais:

Instagram | Twitter | Facebook | Skoob | Spotify: PedroGabrielB

Sugestão de pauta ou parceria:
pedrogabrielb@bol.com.br

2 comentários:

  1. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
    Olha essa resenha maravilhosa!!! Obrigada <3 Você percebeu algumas coisas do livro que me deixaram surtando aqui e to curiosa pra saber que núcleo você ta imaginando pro próximo livro hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adorei seu livro, Carol. Que leitura incrível! Realmente foi uma das melhores que já fiz nesse ano.
      Fico feliz que tenha gostado da resenha. E olha, fiquei bem em dúvida de qual música colocar nessa resenha, mas escolhi essa do Hunter Hayes.

      Vou te dizer qual núcleo achei que será trabalhado no próximo livro, e já tô curioso pra saber se estou certo kkkkkk

      bjo.

      Excluir

Leia antes de fazer seu comentário:

- Os comentários do blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com o assunto dos post.
- Os comentários não refletem a opinião do autor.
- Comentem à vontade. Dê sua opinião, sugestão ou reclamação.
- Me sigam no Twitter: @pedrogabriel13p
- Lembrem-se de curtir a fã Page do Blog na Lateral.
- Me sigam também no Instagram: @pedrogabrielse

Desde já agradeço a atenção de vocês e espero que voltem ao Blog do Pedro Gabriel quantas vezes quiserem ;)

Blog do Pedro Gabriel | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS