24/07/2017

Resenha: "Boneco de Pano", de Daniel Cole

O detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, da Polícia Metropolitana de Londres, é um profissional bastante conhecido, isso porque há 4 anos atrás ele se envolveu numa grande polêmica o que acabou lhe rendendo uma fase turbulenta. Tudo isso abalou sua vida profissional - já que precisou ficar internado num hospital psiquiátrico - e pessoal, pois acabou se divorciando da jornalista Andrea Hall.

Tempos depois, Wolf é pego de surpresa quando um crime cruel surge bem no prédio em frente a sua residência.
Ele vai verificar em meio aos curiosos - que já se aglomeram na porta do prédio - e encontra seus companheiros de trabalho já na cena do crime. Quando ele chega lá encontra algo terrivelmente assustador: um boneco feito de pedaços de corpos diferentes. A cena é chocante até para os profissionais que lidam sempre com mortes e mais mortes. O que intrigou Wolf e seus amigos de trabalho, é que uma das mãos do 'boneco' estava apontada justamente para a janela de um apartamento: o de Wolf. É aí que as perguntas não consegue ser caladas!

"Tudo indica que o mais importante não seja só a vingança, mas a teatralidade da coisa toda."

Paralelo a todo esse alvoroço, a imprensa segue atacando a Polícia Metropolitana colocando em questão a competência dos profissionais. E para piorar a situação, o assassino começa a enviar materiais para a imprensa. Uma dessas pessoas que recebeu informações com exclusividade foi Andrea. Ela recebeu a foto com o corpo costurado e uma lista com o nome de mais 6 pessoas vítimas e os dias em que elas serão assassinadas. Mas ela não esperava que nessa lista de vítimas estaria uma pessoa que ela ainda sente um grande carinho: seu ex-marido Wolf.

Graças a imprensa - que faz dos assassinatos uma espécie de reality show -, o assassino consegue ter a atenção de todos voltada para os assassinatos cometidos e os que irão acontecer. Ele consegue atiçar a curiosidade mórbida dos telespectadores.

A investigação começa à todo vapor para saber quem é o serial killer que está por trás do 'boneco de pano' - assim apelidado pela mídia - e em busca de proteger todas as possíveis vítimas da lista.

Nessa investigação árdua, os detetives Edmunds, Emily, Wolf e outros, irão encontrar pistas e ligar pontos que irão se completando, assim, revelando coisas impressionantes sobre as vítimas e a sede de vingança do assassino.

"No meio da rua encharcada, ele ainda segurava a mão do cadáver desfigurado de uma mulher mais velha, olhando para o nada com uma expressão de derrota no rosto. Um homem vencido e inconsolável."

E a grande pergunta é: será que a polícia vai conseguir evitar a morte das pessoas citadas na lista, inclusive a morte de Wolf?

E é com esse grande mistério que o autor Daniel Cole segue toda a história. Ao mesmo tempo em que ele vai revelando fatos surpreendentes, continua deixando o leitor ansioso para saber os desdobramentos de todo o mistério e fazendo uma confusão enorme, pois você começa a desconfiar de grandes personagens.

Pelo o que compreendemos de início, é que Wolf é o protagonista de toda a trama, mas têm personagens que acabam se destacando bem mais que ele. Um deles é o detetive Edmunds. Ele é personagem super inteligente e - para muitos - um bobalhão, mas se superou no decorrer da história. Mostrou ser pulso firme. Outra personagem incrível é a Emily Baxter, mas em determinado momento ela deixou a desejar... E como deixou! Eu fiquei tipo "What?!". O autor deu uma trollada boa nos leitores. Já Andrea sonha em se tornar âncora do telejornal da emissora em que ela trabalha. Para isso, ela vai enfrentar tudo e todos para conseguir atingir esse objetivo. Enfim, os personagens de Daniel Cole não deixam quase nada a desejar.

O autor tem uma escrita muito boa, envolvente demais. Consegue fisgar o leitor com muito suspense nas páginas e até utiliza um pouco de seu humor negro na trama. A única coisa que deixou a desejar um pouco, foi o final. Fui pego de surpresa e por mais que eu saiba que o livro faz parte de uma série, não esperei o final estranho que aconteceu, mas 2 ou 3 páginas não conseguiram estragar as demais da história. Daniel Cole simplesmente está de parabéns!

A trama é narrada em terceira pessoa, o que nos permite entrar na mente de vários personagens e saber o que eles estão 'aprontando'.

Em vááários momentos pude perceber uma ligação da história com uma temporada da série Dexter. Aí fiquei sabendo que o "Boneco de pano" é seu primeiro livro e que ele foi escrito originalmente como piloto para uma série de TV. Não consegui informações se o autor tem algum envolvimento com a série.

A edição brasileiro foi publicada pela Editora Arqueiro. A capa é bonita, a diagramação é simples mas bem organizada, a fonte tem um tamanho bom, as folhas são amareladas e o livro possui orelhas.

Para quem gosta de suspense, "Boneco de Pano" é um romance policial que super indico. Tem uma história bem construída e que faz o leitor querer devorar o livro cada vez mais.

Ficha Técnica:

Obra: "Boneco de Pano"
Autor: Daniel Cole
Editora: Arqueiro
Publicado: 2017
Páginas: 336
Compre: Amazon - físico ou e-book
Adicione: Skoob
★★★★☆ Muito bom!
Livro cedido pela editora e originalmente
resenhado por mim para o blog Re.view.



Me acompanhe nas redes sociais:

Instagram | Twitter | Facebook | Skoob | Spotify: PedroGabrielB

Sugestão de pauta ou parceria:
pedrogabrielb@bol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia antes de fazer seu comentário:

- Os comentários do blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com o assunto dos post.
- Os comentários não refletem a opinião do autor.
- Comentem à vontade. Dê sua opinião, sugestão ou reclamação.
- Me sigam no Twitter: @pedrogabriel13p
- Lembrem-se de curtir a fã Page do Blog na Lateral.
- Me sigam também no Instagram: @pedrogabrielse

Desde já agradeço a atenção de vocês e espero que voltem ao Blog do Pedro Gabriel quantas vezes quiserem ;)

Blog do Pedro Gabriel | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS