25/08/2017

Resenha: "Meu Amigo Dahmer", de Derf Backderf

O que se passa na mente de um serial killer?

Existem vários porquês que invadem a mente das pessoas que buscam uma explicação sobre comportamentos tão cruéis que possuem os assassinos em série.

Um dos tão conhecidos serial killers, é o Jeffrey Dahmer, famoso por matar 17 pessoas de forma brutal: estrangulava, desmembrava os corpos, colecionava partes deles e até mesmo comia.


Mas quem era Jeffrey Dahmer antes de se tornar um dos mais populares assassinos em série do mundo? Derf Backderf mostra uma outra perspectiva do assassino: a sua visão de colega de escola.

"Para você, Dahmer era um monstro depravado; para mim, era um garoto que sentava do meu lado na aula e com quem eu matava tempo na sala de música do colégio."  

Na HQ "Meu Amigo Dahmer", conhecemos parte da juventude de Jeffrey Dahmer. Ele era um jovem que morava com os pais - Lionel e Joyce - e o irmão mais novo - Dave - na área rural de Bath, em Ohio.

Jeffrey não tinha amigos. Era um rapaz solitário no colégio Revere High School. Sofria bullying. Ele praticamente era um invisível para os colegas e professores. Quando chegava em casa, mais solidão e tristeza. 

Sua família era complicada. Os pais discutiam muito e isso, de certa forma, o afetava bastante. Pra variar, a mãe - assumindo ou não - sofria de problemas mentais e emocionais. Era uma confusão de sentimentos pra uma mente já problemática como a de Jeffrey.

Ao mesmo tempo que Derf Backderf vai narrando a conturbada vida da família de Dahmer, o autor conta suas vivências como colega de escola dele.

Por mais esquecido que fosse no colégio, em determinado momento Derf passou a notar o jeito de Dahmer. Suas esquisitices e o jeito misterioso de ser. Acabou se aproximando e dividindo momentos com ele juntamente com outros poucos amigos. Mas no final Jeffrey sempre acabava sozinho. Solitário. Perdido em seus pensamentos macabros, até então guardados na própria mente. Ao longo do tempo, essa solidão o abraçou por completo e seu lado monstruoso se revelou. 

"Naquela noite lá em Ohio, naquela noite impulsiva. Desde então, nada foi normal. Esse tipo de coisa permanece pela vida inteira. Depois do que aconteceu, pensei que ia tentar viver da forma mais normal possível, deixar aquilo enterrado. Mas coisas assim não ficam debaixo da terra." - Jeff Dahmer. 

O autor diz que a graphic novel mostra o Dahmer que tinha amizade com Derf e não aquele Dahmer que a mídia tanto mostrou ser após os crimes serem descobertos. Apresenta um outro Dahmer, ainda não corroído pelo instinto maligno.

Sinceramente, não achei o Derf tão amigo do Dahmer. O conceito de amizade pra ele está meio equivocado, mas isso não desmerece em nada a obra. Tudo na HQ não foi relatado em vão ou tirado da imaginação do autor. Toda a narração tem base na experiência do autor e amigos próximos, nos relatos do próprio Dahmer quando foi preso e fruto de muita pesquisa feita pelo próprio Derf Backderf - entrevistas dadas à programas e reportagens de diversos jornais, além de consultar o livro "A Father's Story" (A história de um pai), anos depois escrito por Lionel Dahmer.

Gostei bastante da HQ. Segue como uma biografia em quadrinhos. E acho que ninguém melhor que alguém que realmente conheceu e dividiu experiências com o Dahmer - fora os pais - para contar quem era ele antes de todas as atrocidades vir à tona.

Confesso que senti pena do Dahmer. Não vou negar. Ele precisava de ajuda, mas ninguém quis ajudá-lo. Não davam a mínima atenção. PELO AMOR DE DEUS, não tô querendo defender ele. Absolutamente nada justifica sair matando por aí, no entanto, ENXERGAR O PRÓXIMO não custa nada. Uma palavra amiga as vezes muda destinos desumanos, ou tenta. Mas ninguém tentou ajudar Dahmer.

Enfim, como se não bastasse eu gostar de tudo que o autor escreveu e desenhou, a Darkside Books vem e capricha na edição. Sério, tá muito linda! Em capa dura, a HQ da Graphic Novel - selo da Darkside - possui páginas resistentes, traz cenas extras, rascunhos, fotos... tá tudo bem lindão mesmo. Parabéns pelo trabalho, caveirinha.

Aconselho muito que você leia "Louco ou Cruel?", escrito pela Ilana Casoy, também publicado pela Darkside. Nesse livro, a Ilana fala sobre vários serial killers famosos pelo mundo, e quem está lá? Jeffrey Dahmer! Garanto que vai ser um complemento ainda maior ao que você poderá ler em "Meu Amigo Dahmer". A editora publicou esse livro da Ilana sozinho, em box - juntamente com "Made In Brazil", também escrito pela Ilana, e numa edição linda que traz "Louco ou Cruel?" e "Made In Brazil" em um único livro: "Arquivos Serial Killers". Esse último é publicação em comemoração aos 5 anos da Darkside Books. Aproveitem, só não deixem de ler! 

"Este é um grand finale de uma vida desperdiçada, e o resultado é uma depressão arrasadora. [...] Uma vida doente, patética, desgraçada: isso e nada mais." - Jeff Dahmer.


Obra: "Meu Amigo Dahmer"
Autor: Derf Backderf
Editora: Darkside Books
Publicado: 2017
Páginas: 288
Compre: Amazon
Adicione: Skoob
★★★★★ Perfeito!
Livro cedido pela editora.



Me acompanhe nas redes sociais:

Instagram | Twitter | Facebook | Skoob | Spotify: PedroGabrielB

Sugestão de pauta ou parceria:
pedrogabrielb@bol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia antes de fazer seu comentário:

- Os comentários do blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com o assunto dos post.
- Os comentários não refletem a opinião do autor.
- Comentem à vontade. Dê sua opinião, sugestão ou reclamação.
- Me sigam no Twitter: @pedrogabriel13p
- Lembrem-se de curtir a fã Page do Blog na Lateral.
- Me sigam também no Instagram: @pedrogabrielse

Desde já agradeço a atenção de vocês e espero que voltem ao Blog do Pedro Gabriel quantas vezes quiserem ;)

Blog do Pedro Gabriel | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS