11/09/2017

Resenha: "Flores Partidas", de Karin Slaughter

Vai ano, vem ano... nesse ritmo se foram mais de 20 duros anos em que a família Carroll não conseguiu superar o estranho desaparecimento da jovem Julia Carroll. A única coisa que restou para a família foi o sofrimento. 

E essa situação afetou a todos de uma forma desoladora: Sam e Helen Carroll se separaram e após Sam ir morar sozinho, a depressão tomou conta dele; as filhas Lydia e Claire se distanciaram e nunca mais se falaram após Lydia acusar Paul - hoje marido de Claire - de tentar estuprá-la. Na época, ninguém acreditou em Lydia e assim os laços familiares se corromperam de vez. 

As irmãs construiram suas vidas uma distante da outra. Lydia - antes viciada em drogas - hoje tem uma filha e um namorado. Apesar das dificuldades, ela consegue dar uma vida confortável para sua filha Dee. Claire continuou casada com Paul e viveu uma vida tranquila com todo o império que o marido construiu para eles. 

A vida de Claire acaba dando uma reviravolta quando Paul é assassinado, na frente de dela, em um assalto. 

"- Amo você.
 - Por favor - sussurrou ela, escondendo o rosto no pescoço dele. Sentiu o cheiro da loção pós-barba. Sentiu um pedaço áspero de pele, que ele havia se esquecido de barbear de manhã. Em todas as partes em que ela o tocava, a pele estava muito, muito fria.
 - Por favor, não me deixe, Paul. Por favor. 
 - Não vou - prometeu ele.
Mas deixou."

A morte dele acabou unindo as irmãs. Mas Claire se sentiu perdida em meio a confusão que foi a morte de Paul e outros acontecimentos repentinos que ocorreram logo depois. Com tudo isso, ela  começa a descobrir segredos sobre o homem que amou. 

Mexendo no computador do marido, Claire encontra vídeos estranhos que a deixou enojada e revoltada com Paul. 

A pergunta que não queria calar na mente de Claire, era: Quem era o Paul em que tanto confiou?

Em paralelo a todos esses conflitos, a polícia está trabalhando para descobrir o paradeiro de outra - entre tantas jovens - desaparecida na cidade: Anna Kilpatrick, aluna que estudava na mesma escola que a jovem Dee.

Todos os desaparecimentos estão ligados ao de Julia Carroll, mas só Claire e Lydia poderão expor a verdade para todos. Até lá, elas irão reviver todo o tormento que passaram durante todos os anos em que elas estavam agarradas à esperança da volta de Julia. Terão que enfrentar os medos e obstáculos para ACABAR com o sofrimento e ENTERRAR as lembranças tristes. 

Posso dizer com todo o prazer que "Flores Partidas", de Karin Slaughter, é um dos melhores livros que eu já li na vida. A autora escreveu uma obra eletrizante do início ao fim. 

Desde as primeiras páginas o leitor já é totalmente fisgado pela narrativa e não consegue parar de ler pois a cada momento temos algo revelador. E como se não bastasse nos prender pelo suspense que permeia a história, a autora nos dá um choque emocional intercalando capítulos onde Sam Carroll escreve um diário sobre a filha morta, declarando todo seu amor paterno, relembrando momentos felizes que viveu ao lado dela e falando sobre as mudanças após o desaparecimento dela. São cartas escritas na esperança de Julia voltar. 

"[...] Não importa o que aconteceu com você, não importa os horrores que sofreu quando foi levada, você sempre será minha menininha linda."

Karin Slaughter acaba com seu emocional e depois te joga uma bomba sobre Paul, Lydia, Claire e outros personagens da trama. É incrível a criatividade da escritora.

Ela faz questão de que conheçamos bem os personagens principais para que o leitor possa compreender os rumos da história. Karin trabalhou bem cada um deles. Temos o Paul controlador; A Claire, uma dependente e iludida; Já a Lydia é aquela personagem forte mas frágil ao mesmo tempo (Confuso? Talvez!); temos o Sam e esse sim é o mais carrega fortes sentimentos no coração e vai despedaçar de vez o coração dos leitores.

Karin Slaughter aproveita a história para abordar temas bem atuais, como, por exemplo, o estupro de mulheres. "A mulher é a culpada!", ouvimos ou podemos ler bastante essa frase, né? Pois na trama podemos conhecer um pouco dessa triste e dura realidade. Um fato em que o abusador deve pagar pelos seus atos, mas que muitas vezes sai impune.

Além desse assunto importante, a Deep Web e seu mercado negro, snuff porn, feminismo, e outros temas, entram na história.

A leitura é fluida, bem intrigante, envolvente. Mesmo com todo aquele suspense e momentos tristes, a autora consegue arrancar alguns sorrisos dos leitores. 

"Flores Partidas" é uma romance policial com uma carga emocional muito grande, onde conhecemos a história de duas irmãs separadas e unidas pelo mesmo sofrimento. E elas farão de tudo para reunir o que sobrou da família e enterrar o passado infeliz. 

É uma leitura que super recomendo para os amantes de um bom suspense. 

Essa é segunda edição publicada no Brasil pela HarperCollins Brasil. O livro possui uma jacket com uma capa diferente da que vem impressa no livro. Além disso, o exemplar conta folhas amareladas, orelhas e a fonte de um tamanho agradável. Enfim, a jacket roubou a cena nessa segunda edição.  

"[...] Não importa o quanto a gente fuja, sempre acabamos voltando para o lugar de onde saímos."



Obra: "Flores Partidas"
Autora: Karin Slaughter
Editora: HarperCollins Brasil
Publicado: 2017
Páginas: 400
Compre: Amazon - físico ou e-book | Saraiva
Adicione: Skoob
★★★★★ Perfeito!
Livro cedido pela editora.



Me acompanhe nas redes sociais:

Instagram | Twitter | Facebook | Skoob | Spotify: PedroGabrielB

Sugestão de pauta ou parceria:
pedrogabrielb@bol.com.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia antes de fazer seu comentário:

- Os comentários do blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com o assunto dos post.
- Os comentários não refletem a opinião do autor.
- Comentem à vontade. Dê sua opinião, sugestão ou reclamação.
- Me sigam no Twitter: @pedrogabriel13p
- Lembrem-se de curtir a fã Page do Blog na Lateral.
- Me sigam também no Instagram: @pedrogabrielse

Desde já agradeço a atenção de vocês e espero que voltem ao Blog do Pedro Gabriel quantas vezes quiserem ;)

Blog do Pedro Gabriel | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS