03/11/2017

Resenha: "Luz na Escuridão", de Romulo Barros


"Luz na Escuridão", escrito pelo autor Romulo Barros, nos conduz por uma viagem ao tempo em que o Brasil ainda era colônia. Uma época marcada pela ambição, pela a sede de poder.

Um período sombrio em que o Brasil estava imerso, mas em busca de fôlego. Principalmente, foi a fase em que a FÉ foi o amparo daqueles que clamavam por liberdade e dias melhores.


Nesses tempos sombrios, eis que surgia a imagem da Mãe Aparecida.  


Para retratar esses momentos da história do Brasil, Romulo Barros viaja até 1713 e fala do Frei Agostinho de Jesus, o artesão de barro, que, no Mosteiro dos Artesão no interior da capitania de São Paulo, esculpiu a imagem de Nossa Senhora da Conceição. O autor contextualiza sobre o desaparecimento da imagem que anos depois seria encontrada.

Já na era do Brasil colonial, em 1717, Romulo Barros narra a história de Sebastião de Sá, um português bem respeitado pela Coroa Portuguesa, que mora há 16 anos em Vila Rica - local onde também é muito bem respeitado pela população, à base de chicote. 


"Vila Rica era um caos movido pela ambição da riqueza fácil; o ouro era o combustível. Estava encravada nas encostas do Vale do Tripuí."

Ele é dono de muitas terras e negros. Trabalha para a Coroa na extração de outro nas Minas, mas fazia contrabando de ouro escondendo pepitas dentro de santos e os escondendo numa capela no meio da mata. 

Sebastião era casado com Ana e pai de Ricardo, de 26 anos. Os dois moram em Portugal há anos, mas após muito tempo o filho está de volta para o casarão do pai. Ricardo é um rapaz bondoso e, como diz o pai, 'coração mole'. Bem o oposto de Sebastião. 


Ricardo está prometido a uma condessa inglesa, mas não sente nada por ela. E é no casarão do pai que ele vai ver o amor de verdade brotar em seu coração após conhecer Iana, uma escrava que foi trazida para ajudar nos afazeres do casarão. Para viver esse amor 'proibido', Ricardo e Iana terão que enfrentar obstáculos, principalmente confrontar Sebastião. 

"Iana já o observava desde que ele tinha descido da carroça do mascate. Os dois se olharam por instantes, mas para eles pareceu uma eternidade. O mundo parou. Nada mais importou para eles. Parece só existir os dois na entrada do casarão."


Paralelo a tudo isso, vamos conhecer um pouco da vida do experiente pescador Filipe Pedroso e do seu filho, Atanásio, de 16 anos. Eles dois são parentes de Silvania, Domingos e João, que moram na Vila de Santo Antônio. Pessoas humildes que vivem da pesca e do que a terra dá pra sobreviverem. Pessoas que mesmo na escuridão, encontram a fé como a luz para guiá-los diante dos problemas e perigos que eles corriam nessa fase turbulenta da colônia, principalmente quando se tem um bando com 7 criminosos assaltando e matando friamente na estradas.

E é esse mesmo bando que vai tirar a paz de Sebastião. Eles estão à procura do famoso caderno de couro onde supostamente está o mapa da capela onde Sebastião esconde o ouro.

Como se não bastasse esse problemão pra resolver, Sebastião também terá que se ficar bem atento, pois Dom Pedro de Almeida Portugal, Governador da Capitania de São Paulo e Minas de Ouro, está chegando ao 'Novo Mundo' e não vai deixar nenhum corrupto, na visão dele e da Coroa portuguesa, escapar do terrível destino: a forca!

Mesmo com o Rio Paraíba do Sul quase 'morto', sem peixes, designaram, para os pescadores da Vila Santo Antônio, a missão de conseguir achar várias espécies de peixes pra o banquete que iria ser preparado para a chegada de Dom Pedro na vila. Tarefa difícil e praticamente impossível pelo que era pedido, mas a fé dos pescadores foi tão grande, que um milagre aconteceu. Das águas calmas, emergiu a esperança de dias melhores.       


"- E foi condenado a morte por qual motivo? - perguntou João.
 - Roubo de pães para dar aos filhos que estavam passando fome - respondeu o capitão.
 -Mas isso é um absurdo. Aqui se mata por pouca coisa. - disse Silvania, indignada com a sentença para um homem que queria só matar a fome dos filhos."

E é com muita aventura, suspense, romance e ganância, que segue a história escrita por Romulo Barros em "Luz na Escuridão". Um livro que muita gente ao ver pensa que é totalmente religioso ou até mesmo de autoajuda, principalmente por saberem que foi publicado através da Editora Santuário, mas não é. Pelo contrário, é um livro que conta uma história com diálogos fictícios mas baseados na realidade.


E para deixar o mais semelhante possível com a realidade de antigamente, Romulo estudou bastante a respeito do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, como também sobre o comércio em 1717, a escravidão, todo o burburinho que foi a chegada de Dom Pedro, e muitos outros acontecimentos que foram abordados. 

Em suma, ele mostrou ter conhecimento sobre tudo o que narrou na obra.

Em nenhum momento o autor escreveu algo só pra encher o texto de palavras, como alguns autores fazem. Tudo foi bem narrado e explorado no seu devido tempo. O que, consequentemente, deixou a história toda interessante. A todo instante acontece algo que nos prende cada vez mais na leitura.


Os personagens são bem construídos e faz o leitor se apegar mesmo e torcer por um desfecho justo para cada um. Nem preciso dizer que torci muito pelo casal, né? rsrs Até cheguei a pensa: "Será que Romulo estudou na escola J. K. Rowling, onde os personagens mais legais morrem?" rsrs. Mas aí deixo para vocês descobrirem isso sozinhos.

Sinceramente, foi uma das melhores leituras do ano. Simplesmente me surpreendeu! A história é realmente muito fascinante, não somente por se tratar de marcos históricos do Brasil, mas pelo modo como Romulo soube narra todos esses acontecimentos importantes com respeito e com uma boa dose de romance.

Independente da crença, é uma leitura que recomendo para todos. Um livro apaixonante do início ao fim!


A publicação da obra foi feita através da Editora Santuário, pertencente ao grupo Rede Aparecida de Comunicação. O livro possui uma capa muito bonita, a diagramação também está bonita e bem organizada, a fonte tem um tamanho bem agradável para leitura, as folhas são levemente amareladas. 

Além disso, a edição possui orelhas e um índice nas últimas páginas do livro.

"Iana e Ricardo se sentiam mais próximos de Deus; por isso tinham a certeza de que a luz sempre brilharia sobre a escuridão."


Obra: Luz na Escuridão
Autor: Romulo Barros
Editora: Santuário
Publicado: 2017
Gênero: Ficção/Religião/História do Brasil
Páginas: 312
Compre: Amazon | Loja virtual Editora Santuário
Adicione: Skoob
★★★★★ Perfeito!
Contatos do autor: Instagram | Facebook | Twitter 
Livro cedido pelo autor.

*Quando você compra na AMAZON através do Blog do Pedro Gabriel, você contribui para o crescimento deste projeto literário e na realização de mais sorteios. 


Me acompanhe nas redes sociais:

Instagram | Twitter | Facebook | Skoob | Spotify: PedroGabrielB

Sugestão de pauta ou parceria:
pedrogabrielb@bol.com.br



2 comentários:

  1. Interessante! Eu não sou religioso, mas achei que deve ser importante pra conhecer um pouco mais da história do Brasil. Tenho a sensação que não sei o suficiente, nosso país é bem rico, não é? Gosto de ver obras de autores nacionais tendo reconhecimento também, é importante apoiar isso.

    Abraços e adorei o blog! http://www.sextadimensao.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Yuri!

      Muito bom você pensar assim, pois conheço pessoas que tem preconceito com livros de autores nacionais e ainda recusam os religiosos - por mais que estes tenham informações que até fazem parte do nosso cotidiano. Da história do país. Mas aí é gosto, né? Vou fazer o quê. Eu leio de tudo um pouco. O conhecimento precisa ser alimentado sempre. :)

      Super recomendo a leitura de "Luz na Escuridão".

      Fico feliz que tenha gostado do meu blog. Vou aproveitar e dar uma passadinha no seu.

      Abraço, Yuri.

      Excluir

Leia antes de fazer seu comentário:

- Os comentários do blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com o assunto dos post.
- Os comentários não refletem a opinião do autor.
- Comentem à vontade. Dê sua opinião, sugestão ou reclamação.
- Me sigam no Twitter: @pedrogabriel13p
- Lembrem-se de curtir a fã Page do Blog na Lateral.
- Me sigam também no Instagram: @pedrogabrielse

Desde já agradeço a atenção de vocês e espero que voltem ao Blog do Pedro Gabriel quantas vezes quiserem ;)

Blog do Pedro Gabriel | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2017 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS