25/06/2018

A liberdade do azul


Marília Lima faz da introspecção um chamado para a comunhão com o mundo. O azul, tão panorâmico da capa do livro, ao mesmo tempo que fala da calmaria, remetendo os olhos do observador para as paisagens bucólicas da natureza, chama ao isolamento, a algo natural e essencial à condição humana.

O texto de orelha dá pistas do que o leitor encontrará no livro: “A vida é ambígua; por um lado, as coisas mais simples e delicadas estendem-se à vista, no céu azul e aberto, na figura dos pássaros livres e seus cantos; no entanto, figuras tão frágeis, perdem suas forças na impossibilidade de voar amplamente, devido as prisões das gaiolas”. 

De fato, os poemas de Marília Lima carregam essa mensagem de liberdade e contemplação da natureza. Sua poesia, no entanto, também aponta para a existência das dificuldades, as inúmeras pedras encontradas pelo caminho, que são os desdobramentos das coisas desordenadas e caóticas de um mundo, muitas vezes, propício a tristezas e tragédias. Versos duros e cortantes “como a rigidez / do cão morto na sarjeta, / o vizinho que se suicidou”.

A obra busca ainda retratar o vasto universo que é o interior do ser humano, tão socialmente contido, mas, ainda assim, essencialmente livre. Não à toa a figura dos pássaros voando amplamente, desenvoltos no céu azul, acaba por ser uma recorrência na poética da autora. Para a escritora Stella Florence, existe um lugar secreto, repleto de enigmas e sentimentos, sendo que “ao poeta cabe o universo num punhado de palavras; cabe tornar o detalhe, infinito”. E é isso o que Marília Lima faz neste conjunto de poemas enfeixados neste Azul, livro publicado pela Editora Penalux.
A liberdade paira escancaradamente nessas páginas. “Em criança, cuidei de passarinhos”, diz a poeta. “Ficou em mim esta fugacidade. Num segundo, estar aprisionado entre mãos; no outro, a amplidão da liberdade”. 
Fica ao leitor o convite para voar na poética de Marília Lima. 

O lançamento do livro ocorre no dia 30 de junho, sábado, na Champanharia Sacra Rolha (Rua Rio Grande, 304, São Paulo, SP.)

Título: Azul
Autora: Marília Lima
Especificações: 14X21
Ano: 2018 
Páginas: 94 
Compre: Loja Penalux 

Sobre a autora 

Marília Lima  é paulistana, licenciada em Letras pela PUCC (Pontifícia Universidade Católica de Campinas) e leciona Português para Estrangeiros. Participou de algumas antologias, entre elas: “Vento a Favor”, “Antologia Rio 2001” e “Painel Brasileiro de Novos Escritores 13 - Câmara Brasileira de Jovens Escritores”. Mantém a página “Chuva na Vidraça” no Facebook. E, sim, acredita totalmente na frase de Ferreira Gullar: “A arte existe porque a vida não basta.”

Informações por assessoria


📚Quando você compra na AMAZON através do Blog do Pedro Gabriel, você contribui para o crescimento do blog e realização de mais sorteios.📚


Me acompanhe nas redes sociais:

Instagram | Twitter | Facebook | Skoob | Spotify: PedroGabrielB

Sugestão de pauta ou parceria: 
pedrogabrielb@bol.com.br


2 comentários:

Leia antes de fazer seu comentário:

- Os comentários do blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com o assunto dos post.
- Os comentários não refletem a opinião do autor.
- Comentem à vontade. Dê sua opinião, sugestão ou reclamação.
- Me sigam no Twitter: @pedrogabriel13p
- Lembrem-se de curtir a fã Page do Blog na Lateral.
- Me sigam também no Instagram: @BlogDoPedroGabriel

Desde já agradeço a atenção de vocês e espero que voltem ao Blog do Pedro Gabriel quantas vezes quiserem ;)

Blog do Pedro Gabriel | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2012 - 2018 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS