04/11/2018

Resenha: "O Estigma das Estrelas", de Marco Birkheuer

Resenha por: Pedro Gabriel
Obra: O Estigma das Estrelas 
Autor: Marco Birkheuer
Gênero: Ficção/Romance/Suspense/Drama
Páginas: 465
Ano: 2018
Onde Comprar: Site do autor 
Adicione: Skoob
Nota: ★★★★☆ 
Livro cedido pelo autor. 
SINOPSE: Era 2004 quando os gêmeos Aro e Oro foram abandonados em um lar abusivo. A partir disso, eles seguem caminhos distintos, motivados por suas próprias ambições. Enquanto o primeiro se torna um espirituoso professor de francês, o outro tem sua face desfigurada em um misterioso ocorrido. Quando os seus tutores se desentendem com gângsteres, segredos sombrios se enchem de rupturas e passam a ameaçar cada um dos envolvidos. Matteo é um dos que sofrem as consequências desse transtorno. Sobrevivente de um ataque terrorista, ele descobrirá uma energia que cresce em meio ao caos e, no terror dos castigos, o amor encontrará o seu caminho. O Estigma das Estrelas é uma história alicerçada em reflexões familiares, absurdos e na força do destino. Expondo embates dignos de deuses e monstros, são capturados temas como o suicídio e a sexualidade. Classificação indicativa: 18 anos.

👥💲👪

Até quanto e quando é possível suportar tantas dores e humilhações? Como aguentar tudo isso e seguir uma vida normal? Seria possível seguir em frente? 

Os gêmeos Aro e Oro Haus nasceram em um 'berço' turbulento. Odara, a mãe dos rapazes, tinha ido embora da casa dos pais. Havia se tornado hippie e sumiu por 2 anos com um rapaz. Quando retornou, surgiu com duas crianças: eram Aro e Oro. Ela foi atrás da irmã Cassandra e suplicou-lhe que aceitasse cuidar dos gêmeos por dois dias, pois Odara estava muito doente e precisava urgente ir ao hospital. Mesmo apreensiva, Cassandra aceitou. 


Desse dia em diante, Odara não voltou mais para buscar os meninos. Eles acabaram crescendo em meio ao ódio do marido bruto de Cassandra, o Wagner, que não aceitava a 'burrada' que Cassandra tinha cometido. 

Os meninos cresceram sofrendo humilhações enquanto viviam de favor na casa dos tios. Encontraram entre eles dois a força para resistir firme, mas quando cresceram eles seguiram rumos diferentes para o futuro. 



Aos 16 anos, Oro começou a se prostituir e se drogar. Saía com qualquer pessoa por dinheiro, somente para alimentar o vício. Já Aro, era um rapaz sonhador. Se tornou professor de francês em uma escola de idiomas e ajudava nas despesas da casa dos tios - por mais que eles não precisassem do dinheiro dele. 

A situação de Oro piorou cada vez mais devido a um 'acidente' que ele sofreu e deixou marcas na sua pele, voz e alma, o que o levou a se isolar e ficar depressivo. 


"Das prisões que não me libertei, o mundo tem sido a pior."



Como se não bastasse o caos que era a vida dos gêmeos, ainda tinha outro problema: o 'trabalho' do tio Wagner. Ele era um picareta que trabalhava com negócios ilícitos numa facção chamada HARPIA, só que a relação dele com a organização criminosa ficou complicada após eles saberem de uma traição de Wagner. 

O problema é que a gangue agora vai cobrar satisfações e qualquer um que estiver pela frente vai pagar caro pela traição de Wagner. 



Nessa jornada, uma grande ligação entre os gêmeos e a HARPIA será revelada. Algo que nem Cassandra, nem Wagner e nem os rapazes sabiam. Um segredo corrosivo que mudará o futuro dos gêmeos para sempre. 

Em meio a desordem, raivas e tristezas, haveria espaço para o amor florescer? Mesmo remando contra a correnteza do sentimento, ele será mais forte e prevalecerá na vida de Aro. 


"Petit, você foi a única coisa boa que aconteceu nessa guerra.

- Estou tentando encontrar as palavras certas, mas, não há como dizer o que só posso expressar sentindo.
- Então sinta, Petit Oiseau. Sinta.
Seus lábios se tocam mais uma vez."



Enigmático, intenso e fascinante! Essas três palavrinhas podem definir bem a estória escrita pelo Marco Birkheuer. "O estigma das estrelas" é uma obra pra quem tem o lado emocional forte, pois o leitor vai mergulhar em uma atmosfera densa ao iniciar a leitura e sofrer junto com os personagens, principalmente com os protagonistas.

O drama gira mais em torno de Aro e Oro por causa da infância difícil, conturbada. E a situação pra eles só piora ao longo da estória. Cada vez mais eles irão descobrindo segredos que envolvem os pais, os tios e a facção criminosa. Não é moleza não. Haja juízo pra aguentar tudo. 



Comparando os dois personagens, é óbvio que o mais forte é o Aro. Lida não somente com a depressão do irmão - pois ele é o único alicerce de Oro nessa batalha -, como também com suas próprias angustias, seus desejos, sua vida amorosa... tudo. 

Gostei de vários personagens ao longo da narrativa. Um deles foi o Matteo, filho do dono da HARPIA. Um rapaz que "estava no lugar errado, na hora errada". 

"O estigma das estrelas" não é uma história totalmente linear. Em alguns momentos, o autor nos apresenta acontecimentos do passado dos personagens para que o leitor compreenda um pouco dos conflitos internos e externos dos personagens. 



Além disso, em diversos momentos a obra é narrada sob a perspectiva dos personagens, que ao longo da estória vão ajudando ainda mais a por lenha na fogueira. 

No decorrer da obra, o autor aborda temas bem interessantes e atuais em nossa sociedade. Estupro, bullying, suicídio, agressão à mulher, homofobia, sadomasoquismo, relacionamentos abusivos e muito mais. Tudo isso torna a obra uma leitura pesada, se analisar por esse lado, mas a escrita do autor é bem fluida e, em diversos momentos, poética. 

Diante de tudo isso, posso dizer que a leitura está mais que recomendada. Para os amantes de obras com suspense, muito drama, espiritualidade e romance, "O estigma das estrelas" é uma estória que vai agradar muito. O autor conseguiu unir esses três elementos com maestria e tornou a história bem instigante do início ao fim. 



Sem falar na edição incrível. Publicado de forma independente, o livro possui uma capa e contra-capa muito bonita, as folhas são pretas com letras brancas, o material é bem resistente, a edição possui orelhas, a fonte tem um tamanho agradável e cada início de capítulo traz uma linda ilustração. Esse é um dos livros mais bonitos de minha estante. A leitura vale muito a pena pelo conjunto todo da estória como também pela parte estética. 

Falei com o Marco Birkheuer e perguntei a ele quais atores - nacionais e internacionais - poderiam interpretar Aro, Oro, Matteo, Callibean, Wagner e Cassandra Grant nos cinemas, caso a obra fosse adaptada para as telonas. Confira a resposta dele: 



Pela ordem: Logan Lerman, como Aro; Freddie Highmore, como Oro; Chris Hemsworth, como Matteo; Donald Sutherland, como Callibean; Alison Standman, como Cassandra Grant e John Goodman, como Wagner Grant.

E aí?! Eu gostei das escolhas! Quer saber se eles se encaixariam com as características dos personagens? Então corre logo pra adquirir o seu exemplar! 


📖Boa leitura, pessoal!📖


📚Quando você compra na AMAZON através do Blog do Pedro Gabriel, você contribui para o crescimento do blog e realização de mais sorteios.📚

Me acompanhe nas redes sociais:

Instagram | Twitter | Facebook | Skoob | Spotify: PedroGabrielB

Sugestão de pauta ou parceria: 
pedrogabrielb@bol.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia antes de fazer seu comentário:

- Os comentários do blog são moderados e serão liberados após constatação de que estão de acordo com o assunto dos post.
- Os comentários não refletem a opinião do autor.
- Comentem à vontade. Dê sua opinião, sugestão ou reclamação.
- Me sigam no Twitter: @pedrogabriel13p
- Lembrem-se de curtir a fã Page do Blog na Lateral.
- Me sigam também no Instagram: @BlogDoPedroGabriel

Desde já agradeço a atenção de vocês e espero que voltem ao Blog do Pedro Gabriel quantas vezes quiserem ;)

Blog do Pedro Gabriel | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2012 - 2018 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS